VERTICAL ITAIM

Vertical Itaim é um pequeno edifício com 13 andares e 10 apartamentos em São Paulo projetado pelo studio mk27. A simplicidade e a busca por espaços generosos, em uma cuidadosa composição de materiais, orientou o projeto arquitetônico.

A fachada do prédio é feita de concreto armado aparente e de painéis de madeira, concebidos para sombrear os ambientes internos e que podem ser movimentados pelos moradores conforme desejarem. Os usuários podem assim otimizar o conforto térmico dos ambientes dependendo do uso e da incidência do sol. A madeira desses elementos tem um padrão quadriculado, perfurado, que não bloqueia o vento, como os muxarabis árabes, trazidos para a arquitetura brasileira colonial e, mais tarde, usados também pelos modernistas. O resultado dessa solução são espaços com temperatura sempre muito agradáveis.

O concreto aparente remete aos edifícios brutalistas de São Paulo. O material, feito com fôrma de madeira, tem vida própria, “um organismo vivo” – como dizia a arquiteta Lina Bo Bardi, mestre do modernismo brasileiro. A textura das ripas – quando iluminada pelo sol – produz um efeito surpreendente e poético para as grandes empenas.

A versatilidade dos apartamentos possibilita que a planta seja rearranjada segundo as necessidades da família, tanto em um loft totalmente abertos ou um andar com 2 dormitórios. A sala – voltada para leste – tem grandes panos de vidro que aumentam a relação com o exterior. Esse ambiente se integra a uma varanda de 3,00m por 3,70m, como um prolongamento da área de estar dos apartamentos. Um dos elementos de madeira desliza até essa varanda para sombrear o ambiente ou dar maior privacidade ao espaço, sem que se configure qualquer fechamento e mantendo-se assim a sensação de um espaço externo.

Junto ao grande vão da sala e dos quartos há um núcleo rígido de circulação vertical e serviços. Este núcleo foi posicionado próximo da lateral do edifício para minimizar a interferência de elevadores e escada na planta livre.
Já o térreo fica elevado sobre pilotis, fazendo com que haja também nesse piso grande integração entre o interior e o exterior – o jardim.

Vertical Itaim é um edifício urbano contemporâneo, de apenas 13 andares que, tanto pelo uso dos materiais, como pelas soluções arquitetônicas de planta e fachada, criam uma arquitetura versátil e dinâmica, confortável e funcional para os moradores, com grande integração de espaços e com o exterior.

Studio MK27

VERTICAL ITAIM

location > são paulo . sp . brazil
project > february . 2011
completion > september . 2014
site area > 620 sqm
built area > 3.045 sqm
apartment type > 144 sqm (living area)
-
architect > marcio kogan
co-architect > carolina castroviejo
architecture team > fabiana stucchi . fernanda palmieri . oswaldo pessano
communication team > carlos costa . laura guedes . mariana simas
-
landscape designer > andré paoliello
structure engineer > avila engenharia de estruturas
contractor > vitacon
-
photographer > pedro vannucchi

Vertical Itaim é um pequeno edifício com 13 andares e 10 apartamentos em São Paulo projetado pelo studio mk27. A simplicidade e a busca por espaços generosos, em uma cuidadosa composição de materiais, orientou o projeto arquitetônico.

A fachada do prédio é feita de concreto armado aparente e de painéis de madeira, concebidos para sombrear os ambientes internos e que podem ser movimentados pelos moradores conforme desejarem. Os usuários podem assim otimizar o conforto térmico dos ambientes dependendo do uso e da incidência do sol. A madeira desses elementos tem um padrão quadriculado, perfurado, que não bloqueia o vento, como os muxarabis árabes, trazidos para a arquitetura brasileira colonial e, mais tarde, usados também pelos modernistas. O resultado dessa solução são espaços com temperatura sempre muito agradáveis.

O concreto aparente remete aos edifícios brutalistas de São Paulo. O material, feito com fôrma de madeira, tem vida própria, “um organismo vivo” – como dizia a arquiteta Lina Bo Bardi, mestre do modernismo brasileiro. A textura das ripas – quando iluminada pelo sol – produz um efeito surpreendente e poético para as grandes empenas.

A versatilidade dos apartamentos possibilita que a planta seja rearranjada segundo as necessidades da família, tanto em um loft totalmente abertos ou um andar com 2 dormitórios. A sala – voltada para leste – tem grandes panos de vidro que aumentam a relação com o exterior. Esse ambiente se integra a uma varanda de 3,00m por 3,70m, como um prolongamento da área de estar dos apartamentos. Um dos elementos de madeira desliza até essa varanda para sombrear o ambiente ou dar maior privacidade ao espaço, sem que se configure qualquer fechamento e mantendo-se assim a sensação de um espaço externo.

Junto ao grande vão da sala e dos quartos há um núcleo rígido de circulação vertical e serviços. Este núcleo foi posicionado próximo da lateral do edifício para minimizar a interferência de elevadores e escada na planta livre.
Já o térreo fica elevado sobre pilotis, fazendo com que haja também nesse piso grande integração entre o interior e o exterior – o jardim.

Vertical Itaim é um edifício urbano contemporâneo, de apenas 13 andares que, tanto pelo uso dos materiais, como pelas soluções arquitetônicas de planta e fachada, criam uma arquitetura versátil e dinâmica, confortável e funcional para os moradores, com grande integração de espaços e com o exterior.

Studio MK27